CONDICIONAMENTO FISIOLÓGICO DE SEMENTES DE BETERRABA PARA PRODUÇÃO DE BABY LEAF’S

Autores

  • Tatiana Alvarenga de Araújo Espíndola Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR, Campus Campo Mourão, Via Rosalina Maria Ferreira, n. 1233, CEP: 87301-899, Bairro Vila Guarujá, Campo Mourão – PR.
  • Jhone de Souza Espíndola Centro Universitário Integrado de Campo Mourão, Rodovia BR 158, Km 207, CEP: 87300, n. 970, Campo Mourão, PR.
  • Leandro Meert Centro Universitário Integrado de Campo Mourão, Rodovia BR 158, Km 207, CEP: 87300, n. 970, Campo Mourão, PR.

Palavras-chave:

Beta vulgaris, KNO3, velocidade de germinação

Resumo

RESUMO

O condicionamento é uma técnica de pré-embebição de sementes em água ou em solução, por determinado tempo e temperatura, com o objetivo de ativar os processos metabólicos iniciais das sementes. Trabalho conduzido com objetivo de avaliar a influência de diferentes períodos de condicionamento fisiológico em solução de nitrato de potássio (KNO3) sobre a germinação de sementes de beterraba, cultivar Early Wonder Tall Top, para a produção de baby leaf’s. Experimento realizado no laboratório de sementes do Centro Universitário Integrado, Campo Mourão – PR. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado, onde os tratamentos foram constituídos por diferentes períodos de condicionamento em solução KNO3 (0, 8, 16, 24 e 32 h) e um material híbrido cv. Cabernet para título de comparação, totalizando assim, seis tratamentos (5+1), com oito repetições de 50 sementes. As sementes foram condicionadas em folhas de papel germitest preparadas em recipientes gerbox com a solução de condicionamento em câmara germinadora e temperatura de 25 °C. As variáveis analisadas foram a Porcentagem de Germinação; Índice de Velocidade de Germinação e Velocidade de Germinação. A técnica apresentou resultados favoráveis na germinação, na velocidade de germinação e na padronização da germinação do lote. A máxima porcentagem de germinação foi observada após 16 h de condicionamento. Todos os períodos de condicionamento foram superiores em relação à testemunha híbrida, confirmando a eficácia da técnica.

Palavra-chave: Beta vulgaris L., KNO3, índice de velocidade de germinação, priming.


PHYSIOLOGICAL CONDITIONING OF BEET SEEDS FOR PRODUCTION OF BABY LEAF’S

ABSTRACT 

Priming is a technique of pre-soaking seeds into water or solution for a certain time and temperature in order to activate the initial seeds’ metabolic processes. This paper was conducted with the objective of evaluating the influence of different physiological conditioning periods in potassium nitrate solution (KNO3) on the germination of beet seeds cultivar Early Wonder Tall Top for the production of baby leaf’s. Experiment performed in the seed laboratory of the Centro Universitário Integrado, at Campo Mourão - PR. The design was completely randomized, where the treatments were constituted by different conditioning periods in KNO3 solution (0, 8, 16, 24 and 32 h) and a hybrid material cv. Cabernet for comparison, totaling six treatments (5 + 1), with eight replicates of 50 seeds each treatment. The seeds were conditioned on two sheets of germitest paper prepared in gerbox containers with the conditioning solution in a germination chamber at 25 °C. The analyzed variables were germination percentage, index of germination speed and germination speed. The maximum germination percentage was observed after 16 h of conditioning. All the conditioning periods were superior in relation to the hybrid witness, confirming the effectiveness of the technique.

Key words: Beta vulgaris; KNO3; germination speed, priming seeds.

Biografia do Autor

Jhone de Souza Espíndola, Centro Universitário Integrado de Campo Mourão, Rodovia BR 158, Km 207, CEP: 87300, n. 970, Campo Mourão, PR.

Engenheiro agrônomo formado pela universidade estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Mestre em agricultura pela universidade estadual de Ponta Grossa (UEPG). é professor na faculdade integrado de Campo Mourão e atua em projetos relacionados a fitotecnia de grandes culturas e ambiência em horticultura.

Downloads

Publicado

2020-12-09

Como Citar

Espíndola, T. A. de A., Espíndola, J. de S., & Meert, L. (2020). CONDICIONAMENTO FISIOLÓGICO DE SEMENTES DE BETERRABA PARA PRODUÇÃO DE BABY LEAF’S. Campo Digital, 15(1). Recuperado de http://revista2.grupointegrado.br/revista/index.php/campodigital/article/view/2750