AS COOPERATIVAS DE AGRICULTURA FAMILIAR E O DESENVOLVIMENTO LOCAL: um estudo em dois municípios do Paraná

Autores

  • Andréia Faxina Wiese Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR)/ Programa de Pos-Graduação Interdisciplinar Sociedade e Desenvolvimento.
  • Olga Alicia Gallardo Millanés Universidade Federal de Juiz de Fora - MG
  • Marcos Clair Bovo Professor adjunto do colegiado do Curso de Geografia da Universidade Estadual do Paraná - Campus de Campo Mourão. Professor do Programa de Mestrado Interdisciplinar em Sociedade e Desenvolvimento da Universidade Estadual do Paraná.

Palavras-chave:

Cooperativismo, agricultura familiar, desenvolvimento socioeconômico.

Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender a participação da Cooperativa Agroindustrial de Corumbataí do Sul (COAPROCOR) e da Cooperativa de Agricultores Familiares Vale do Rio Cantu (COAVRCAN) na promoção do desenvolvimento local dos municípios de Corumbataí do Sul e Iretama, no estado do Paraná. Para tanto, realizou-se uma análise de correlação entre os indicadores econômico-financeiros das cooperativas (extraídos do Balanço Patrimonial e do DRE) e os indicadores socioeconômicos dos municípios (dados do IPARDES e IBGE), no período de 2009 a 2014. Além disso, efetuou-se uma análise comparativa das cooperativas e dos indicadores socioeconômicos dos municípios, paralelamente aos resultados de nove entrevistas realizadas. Esta pesquisa demonstrou que a inserção do cooperativismo nos dois municípios estudados impulsionou a diversificação da produção, a organização dos produtores familiares para o acesso aos programas governamentais e contribuiu com a movimentação da economia local. Desde a criação das cooperativas, os indicadores socioeconômicos dos municípios apresentaram uma evolução significativa, principalmente os de Corumbataí do Sul. Os entrevistados relataram a importância da COAPROCOR e da COAVRCAN para os cooperados e para o desenvolvimento social e econômico no município onde estão sediadas.

FAMILY AGRICULTURE COOPERATIVES AND LOCAL DEVELOPMENT: A Study in two Cities in Paraná

ABSTRACT

This paper aims to understand the participation of two cooperatives the Cooperativa Agroindustrial de Corumbataí do Sul (COAPROCOR) and the Cooperativa de Agricultores Familiares Vale do Rio Cantu (COAVRCAN) in promoting the local development of the municipalities of Corumbataí do Sul and Iretama, in the state of Paraná. For that, a correlation analysis was performed between the economic and financial indicators of the cooperatives (extracted from the Balance Sheet and the DRE) and the socioeconomic indicators of the municipalities (data from IPARDES and IBGE), from 2009 to 2014. Furthermore, a comparative analysis of the cooperatives and socioeconomic indicators of the municipalities was carried out, in parallel with the results of nine interviews. This research demonstrated that the insertion of cooperativism in the two municipalities studied stimulated the diversification of production, the organization of family producers for access to government programs and contributed to the movement of the local economy. Since the creation of the cooperatives, the socioeconomic indicators of the municipalities have shown a significant evolution, especially those of Corumbataí do Sul. The interviewees reported the importance of COAPROCOR and COAVRCAN for the cooperative and for the social and economic development in the municipality where they are based.

Biografia do Autor

Andréia Faxina Wiese, Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR)/ Programa de Pos-Graduação Interdisciplinar Sociedade e Desenvolvimento.

Mestre em Sociedade e Desenvolvimento pela Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), especialista em Gestão Empresarial (Faculdade Integrado de Campo Mourão-Pr) e em Neuropsicopedagogia (Faculdade São Braz), graduada em Administração com Habilitação em Marketing e em Pedagogia pelo Centro Universitário de Maringá-Pr - CESUMAR.

Olga Alicia Gallardo Millanés, Universidade Federal de Juiz de Fora - MG

Doutora em Ciências Pedagógicas pela Universidade Pedagógica de Holguín (2003), professora visitante do PPGE da UFJF-MG, tem 27 anos de experiência em ensino universitário, com experiência na orientação de teses em pré e pós-graduação, bem como em mestrado e doutorado. Pesquisadora com ampla trajetória publicou mais de 30 artigos científicos, realizou Pós-doutorado em Sociedade e Desenvolvimento no PPGSeD da UNESPAR, PR- Brasil.

Marcos Clair Bovo, Professor adjunto do colegiado do Curso de Geografia da Universidade Estadual do Paraná - Campus de Campo Mourão. Professor do Programa de Mestrado Interdisciplinar em Sociedade e Desenvolvimento da Universidade Estadual do Paraná.

Doutor em Geografia pela UNESP-Universidade Estadual Paulista - Faculdade Júlio Mesquita Filho (Campus Presidente Prudente -SP) 2009. Mestre em Geografia pela UEM - Universidade Estadual de Maringá (2002). Especialista em metodologia de Ensino pela UNOPAR - Faculdades Integrada do Norte do Paraná (1997). Graduado em geografia pela UEM - Universidade Estadual de Maringá (1993). Atualmente é professor adjunto do colegiado do Curso de Geografia da Universidade Estadual do Paraná - Campus de Campo Mourão. Professor do Programa de Mestrado Interdisciplinar em Sociedade e Desenvolvimento da Universidade Estadual do Paraná. Possui experiências nas áreas de Metodologia de Ensino de Geografia, Geografia Urbana, História do Pensamento Geográfico, Organização do Espaço Mundial, Teoria Regional, Eduação Ambiental e em Áreas Verdes Urbanas com ênfase a parques e praças.

Downloads

Publicado

2020-12-12

Como Citar

Wiese, A. F., Gallardo Millanés, O. A., & Bovo, M. C. (2020). AS COOPERATIVAS DE AGRICULTURA FAMILIAR E O DESENVOLVIMENTO LOCAL: um estudo em dois municípios do Paraná. Perspectivas Contemporâneas, 15(3), 153–176. Recuperado de https://revista2.grupointegrado.br/revista/index.php/perspectivascontemporaneas/article/view/3241

Edição

Seção

Artigos Completos