Fatores determinantes da (não) adoção de gestão de custos interorganizacionais em indústrias de calçados de Nova Serrana, Minas Gerais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54372/pc.2022.v17.3145

Palavras-chave:

Relacionamentos Interorganizacionais, Gestão de Custos Interorganizacionais, Segmento Calçadista

Resumo

O presente estudo partiu da premissa de que a Gestão de Custos Interorganizacionais (GCI) é um instrumento de gestão que pode ser, ou não, adotado pelas empresas em atividades de cooperação e compartilhamento de operações que envolvam os custos de uma cadeia de valor. Com isso, esta pesquisa, diferentemente das demais, buscou verificar se havia adoção de GCI no setor calçadista de Nova Serrana, Minas Gerais, e quais os fatores explicavam este cenário. Portanto, o objetivo foi identificar os fatores que determinam a adoção ou não da GCI em indústrias de calçados em Nova Serrana, Minas Gerais. Para isso, realizou-se um estudo multicaso em três empresas do setor calçadista, utilizando-se como método de coleta de dados entrevistas semiestruturadas, baseadas nos estudos de Duarte (2017) e Souza (2008). Os resultados encontrados evidenciaram que, apesar de haver relacionamentos estáveis das indústrias analisadas com seus fornecedores e clientes, os indícios deste estudo
são mais para a não adoção da GCI do que para a sua aplicação nas empresas analisadas. Há vários fatores que influenciam a efetividade dos relacionamentos e que cada indústria tem um ambiente específico. O principal limitante observado é o medo de compartilhar diferenciais e informações devido à falta de confiança nos outros e existência de comportamentos oportunistas num ambiente de buscas particulares e lucrativas, ratificando a Teoria de Agência.

Biografia do Autor

Luana Martins Guimarães Sousa, Universidade Federal de Uberlândia

Faculdade de Ciências Contábeis, Universidade Federal de Uberlândia, Brasil. E-mail: luanamartinsgs@gmail.com

Antônio Carlos Brunozi Júnior, Universidade Federal de Viçosa

Departamento de Administração e Contabilidade, Universidade Federal de Viçosa, Brasil. E-mail: antonio.brunozi@ufv.br

Lara Cristina Francisco de Almeida Fehr, Universidade Federal de Uberlândia

Faculdade de Ciências Contábeis, Universidade Federal de Uberlândia, Brasil. E-mail: larafehr@ufu.br

Rodrigo Silva Diniz Leroy, Universidade Federal de Viçosa e Universidade Federal de Uberlândia

Departamento de Ciências Contábeis, Universidade Federal do Espírito Santo, Brasil.  E-mail: rodrigo.leroy@ufv.br

Maycon Henrique Marques, Universidade Federal de Viçosa

Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Viçosa, Brasil. E-mail: maycon.marques@ufv.br

Downloads

Publicado

2022-08-29

Como Citar

Sousa, L. M. G., Brunozi Júnior, A. C., Fehr, L. C. F. de A., Leroy, R. S. D., & Marques, M. H. (2022). Fatores determinantes da (não) adoção de gestão de custos interorganizacionais em indústrias de calçados de Nova Serrana, Minas Gerais. Perspectivas Contemporâneas, 17(1), 1–20. https://doi.org/10.54372/pc.2022.v17.3145

Edição

Seção

Artigos Completos