A GESTÃO DO TELETRABALHO: Nova Realidade ou Mera Adaptação à Tecnologia?

Autores

  • Vitor Gustavo da Silva Universidade Metodista de São Paulo
  • Almir Martins Vieira Universidade Metodista de São Paulo
  • Raquel da Silva Pereira Universidade Municipal de São Caetano do Sul

Palavras-chave:

Teletrabalho, Telegerência, Gestão do teletrabalho.

Resumo

A aplicação do teletrabalho no Brasil tem sido foco de estudos organizacionais no contexto da flexibilização do trabalho, por despertar novas inquietações quanto às suas vantagens e desafios para a gestão de pessoas. Este estudo teve por objetivo identificar quais os aspectos que caracterizam o trabalho do telegerente na gestão de teletrabalhadores. Trata-se de um estudo exploratório de cunho qualitativo, que se valeu de entrevista semiestruturada com cinco telegerentes de empresas de diferentes segmentos de mercado. Por meio dos dados dos entrevistados, pode-se caracterizar a atuação do telegerente a partir das seguintes categorias: gestão flexibilizada, modelo de gestão, catalisação de resultados e perfil da telegerência. Os resultados demonstraram que o teletrabalho surge como uma alternativa muitas vezes informal, sem preparo específico para o exercício da telegerência. Assim, a telegerência surge de forma natural e sua atuação é intuitiva, cuja adaptação tem suporte no contexto contemporâneo de trabalho, tomado pelo uso das novas tecnologias.


TELEMANAGEMENT: Between Improvising and Facing a New Reality?

ABSTRACT

The application of teleworking in Brazil has been the focus of organizational studies in the context of flexible working, to create new concerns about advantages and challenges for people management. This study aimed to identify the aspects that characterize the work of telemanager in managing teleworkers. This is an exploratory study, with qualitative approach, and the data were obtained through semi-structured interviews with five telemanagers. The data have been analyzed according to four categories: relaxed management, model management, results catalyst and profile telemanagement. The results showed that teleworking emerges as an informal alternative, with no specific training. For the interviewees, telemanagement arises naturally and its performance is intuitive, mostly because the current workplace scenario, characterized by the use of technologies.

Biografia do Autor

Vitor Gustavo da Silva, Universidade Metodista de São Paulo

Mestre em Administração pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP)

 

Professor da Faculdade de Gestão e Serviços da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP)

Almir Martins Vieira, Universidade Metodista de São Paulo

Doutor em Educação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) -2007

Graduado (1996) e Mestre (2001) em Administração pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP)

Coordenador do Programa de Pós-Graduação (mestrado) em Administração e pesquisador da Cátedra de Gestão de Cidades da Universidade Metodista de São Paulo

Raquel da Silva Pereira, Universidade Municipal de São Caetano do Sul

Mestre em Administração (1999) e doutora em Ciências Sociais (2003) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP)

Professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS)

Downloads

Publicado

2015-12-14

Como Citar

Silva, V. G. da, Vieira, A. M., & Pereira, R. da S. (2015). A GESTÃO DO TELETRABALHO: Nova Realidade ou Mera Adaptação à Tecnologia?. Perspectivas Contemporâneas, 10(3), 35–55. Recuperado de https://revista2.grupointegrado.br/revista/index.php/perspectivascontemporaneas/article/view/1864

Edição

Seção

Artigos Completos