DETECÇÃO DE Escherichia coli EM ÁGUA DE LAVAGEM DE CARCAÇAS DE FRANGO PELO MÉTODO DE REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE (PCR)

Daiani Paulina Rissato, Ana Paula Borgo, João Paulo Moreira, Ana Carolina Muller Conti, Francielle Baptista, Alessandra Braga Ribeiro

Resumo


A presente pesquisa teve como objetivo avaliar a detecção de Escherichia coli por meio da técnica de PCR utilizando a água de lavagem, sem incubação e após períodos de incubação de 24 e 48 horas, de carcaças de frango resfriadas comercializadas no município de Campo Mourão, Paraná. Para tanto, utilizou-se de uma pesquisa descritiva-exploratória com abordagem qualitativa. Para obtenção dos dados foram coletadas 33 amostras, de quatro marcas diferentes disponíveis nos mercados e açougues da cidade de Campo Mourão-PR. O trato intestinal dos humanos e outros animais de sangue quente são o principal habitat da bactéria Escherichia coli, a qual pertence ao grupo de coliformes a 45°C. Esta enterobactéria é uma das principais causadoras de Doenças Transmitidas por Alimentos (DTAs).  Devido às DTAs serem um problema mundial de saúde pública, há a necessidade de controlar a contaminação bacteriana nos alimentos, principalmente os de origem animal. Assim, as práticas de higiene e segurança alimentar são de extrema importância para evitar o consumo de alimentos contaminados. O diagnóstico de patógenos de origem alimentar continua sendo uma grande preocupação para as indústrias e para a saúde pública. Devido às exigências de eficácia, rapidez e automação dos métodos, a PCR (Reação em Cadeia da Polimerase) tornou-se uma poderosa ferramenta para o diagnóstico microbiológico durante a última década. A técnica de PCR forneceu resultado positivo para E. coli em 8 amostras (24,2%). Analisando-se os resultados de acordo com os diferentes períodos de tempo investigados, pode-se observar que a não incubação (T0), ou incubação por 24 horas (T24) não foram suficientes para detecção desta bactéria. Conclui-se, portanto, que a PCR é eficiente para detectar E. coli em água de lavagem de carcaças de frango, porém, necessita-se de pré-enriquecimento com incubação de no mínimo 48 horas.

DETECTION OF Escherichia coli IN CHICKEN CARCASS WASH WATER BY POLYMERASE CHAIN REACTION (PCR)

ABSTRACT

This study aimed to evaluate the detection of Escherichia coli by PCR thecnic using the chicken carcass wash water without incubation and after incubation for periods of 24 and 48 hours of refrigerated chicken carcasses sold in Campo Mourao, Parana. A descriptive and exploratory research with a qualitative approach was carried out. Data were collected from 33 samples of four different brands available in the markets and butcher shops of Campo Mourao-PR. The intestinal tract of humans and other warm blooded animals are the main habitat of Escherichia coli, which belongs to the group of coliforms at  45 ° C. This enterobacteria is a main cause of Foodborne Diseases (foodborne). As foodborne is a worldwide public health problem, there is the need to control bacterial contamination of foods, particularly those of animal origin. Thus, hygiene practices and food safety are of utmost importance to avoid the consumption of contaminated food. The diagnosis of foodborne pathogens remains a most important concern to industries and to public health. Due to the demands of efficiency, speed and automation methods, PCR (Polymerase Chain Reaction) has become a powerful tool for microbiological diagnosis during the last decade. The PCR gave a positive result for E. coli in 8 samples (24.2%). Results show  that non incubation (T0) or incubation for 24 hours (T24) were not sufficient to the detection of this bacterium. Thus, CRP is effective to detect E. coli in the washing water from chicken carcasses, however, it is need the pre-enrichment incubation for at least 48 hours.


Palavras-chave


Escherichia coli; carne de frango; reação em cadeia da polimerase.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.