PREVALÊNCIA DE ANEMIAS EM CRIANÇAS DO MUNICÍPIO DE IRETAMA-PR, NOS PERÍODOS DE 2003 A 2009.

Camila Rufato Giacometti, Fabiana Nabarro Ferraz

Resumo


As crianças constituem um dos principais grupos de risco a desenvolver anemias carênciais. Este trabalho teve por objetivo verificar a prevalência de anemias em crianças do município de Iretama – PR, atendidas na Secretaria de Saúde, durante o período de 2003 a 2009. Como instrumentos de coleta de dados foram utilizados os prontuários das crianças de 1 a 9 anos, sendo as variáveis estudadas: idade, sexo, dosagem de hemoglobina e medicamentos prescritos para anemia. Foi obtida uma prevalência de 28,40% (71/250) de crianças anêmicas, a maior frequência de anemia foi na faixa etária de 3 a 5 anos (64,79%), a concentração de hemoglobina da maioria das crianças anêmicas encontrava-se na faixa de 9,5 a 11,0 g/dL (57,75%). As crianças diagnosticadas com anemia recebem o sulfato ferroso como tratamento, porém crianças com dosagem de hemoglobina acima de 11,0 g/dL também recebem o medicamento com intuito de profilaxia. Além de sulfato ferroso, as refeições das crianças nas escolas e creches do município são reforçadas por meio de cardápios planejados por um nutricionista. Neste estudo a prevalência de crianças anêmicas foi considerada um moderado problema de saúde pública, sendo a grande maioria classificada como anemia leve. Os resultados obtidos possuem grande relevância, como fonte de futuras comparações e melhora da saúde das crianças do município de Iretama.

ABSTRACT

Children are the main risk group to develop nutritional anemias. This study aimed to measure the prevalence of anemia in children of Iretama - PR attended at Health Unit from 2003 to 2009. Data were collected from medical records of 1 to 9 years old children and variables observed were: age, sex, hemoglobin level and drugs prescribed for anemia. Results showed that 28.40% (71/250) were anemic patients; anemia was more frequent in the group aged from 3 to 5 years (64.79%), hemoglobin concentration of the majority of anemic children (57.75%) ranged from 9.5 to 11.0 g/dL. Children diagnosed with anemia received ferrous sulfate as a treatment, and children with hemoglobin levels above 11.0 g/dL also received the drug as prophylaxis. Besides ferrous sulfate, meals of children in schools and day care centers are enhanced using menus monthly planned by a nutritionist. In this study the prevalence of anemic children was considered a moderate public health problem, with the vast majority classified as mild anemia. Results have great relevance, especially as a source to future comparisons and improvement of children health in Iretama.


Palavras-chave


anemias; crianças; prevalência.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.