BIOLOGIA REPRODUTIVA DE Girardia tigrina (PLATYHELMINTHES, TRICLADIDA, PALUDICOLA) EM LABORATÓRIO.align="justify">

Elenir de Fátima Wiilland, Nádia Teresinha Schröder, Alexsander dos Santos Lacerda, Camila Ribeiro Alves, Delaine Casagrande da Silva

Resumo


As planárias de água doce são frequentemente empregadas em estudos de laboratório como organismos para monitoramento ambiental. São utilizadas na avaliação da toxicidade e genotoxicidade do meio ambiente, como bioindicadoras da qualidade da água e como agente de controle biológico de larvas de mosquito. Contudo dados da sua biologia em laboratório são escassos. Esse trabalho visa fornecer subsídios a estudos que utilizem planárias como modelo animal, descrevendo a biologia reprodutiva de Girardia tigrina quanto aos seguintes aspectos: número e comprimento das cápsulas de ovos, tempo de eclosão e número e tamanho dos animais recém eclodidos por cápsula de ovo em laboratório. Para isto, foi utilizada uma amostra de 50 exemplares sexualmente maduros acondicionados em recipientes plásticos contendo água, com temperatura controlada de 18oC mais ou menos 1oC, com observação diária. As cápsulas de ovos fixadas por um pedúnculo no substrato foram removidas com o auxí­lio de um pincel, medidas sob estereomicroscópio, individualizadas em microtubos e catalogadas. Após 13 meses de avaliação, os resultados mostraram uma produção de 2136 cápsulas de ovos com 5745 nascimentos, sendo o maior índice de postura em maio de 2006 com 406 cápsulas de ovos e o menor no mês de setembro com apenas 39 cápsulas. A média do tempo de eclosão foi de 19,9 dias e a média do tamanho dos animais recém nascidos foi de 3,0 mm. O presente estudo mostra que sob condições de laboratório, com temperatura e alimentação controladas, G. tigrina se reproduz durante todo o ano, apresentando maior postura durante o segundo trimestre.align="justify">


REPRODUCTIVE BIOLOGY of “Girardia tigrina†(PLATYHELMINTHES, TRICLADIDA, PALUDICOLA) IN THE LABORATORY. align="justify">


Abstract


The freshwater planarian are often used in laboratory studies as proposed organisms to the environment control that is used in
the toxic and genotoxic evaluation of the environment, as bioindicators of water quality and biologic control of mosquito larvae
agent. However, data on the biology of laboratory planarians are scarce. This study aims to give subsidies for studies that use
planarians as animal model, describing the reproductive biology of Girardia tigrina in relation to the following aspects: quantity
and length of the egg capsules, hatching, quantity and size of the new born animals in each egg capsule. For this, a sample of
50 sexual mature specimens were placed in plastic recipients with water under controlled temperature (18oC
1oC) and
observed daily. The egg capsules, which were attached to the substrate by a stalk, were removed with a brush, measured under
a stereomicroscope, separated in micro tubes and catalogued. In 13 months the results showed a production of 2136 egg
capsules with 5745 births, being the highest index in May 2006 with 406 egg capsules and the lowest in September with only 39
capsules. The average e time of eclosion was 19.9 days and the size average of the new born animals was 3.0 mm. The
present study shows that under laboratory conditions, with temperature and food controlled, G. tigrina reproduces the whole
year presenting period’s larger and smaller posture.align="justify">

Palavras-chave


platyhelminthes, biologia reprodutiva,planária de água doce

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.