ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DOS EXTRATOS DE Baccharis dracunculifolia D. C. (ASTERACEAE)

Paula Andressa Pires de Abreu, Sideney Becker Onofre

Resumo


Este trabalho teve por objetivo avaliar a atividade antimicrobiana de extratos hidroalcoólicos de Baccharis dracunculifolia por meio do Método de Difusão em Disco em Ágar Muller-Hinton (MH). Para tanto, utilizou-se da pesquisa quantitativa de natureza exploratória. Para a obtenção dos extratos triturou-se 30g de material seco em 100ml de etanol 70%. Em seguida foi concentrado em capela de exaustão, com temperatura ambiente e obtidas duas frações; uma apolar e outra polar. Essas frações foram diluídas em água e Dimetil Sulfóxido (DMSO) obtendo concentrações de 100 a 3,12%. Discos de papel filtro foram saturados com essas concentrações e distribuídos em placas de Petri contendo inóculos de Escherichia coli e Staphylococcus aureus. Determinou-se a Concentração Inibitória Mínima (CIM) para os dois extratos em relação às duas espécies de bactérias. Os resultados demonstraram que ambos os extratos foram capazes de inibir o crescimento microbiano, apresentando uma CIM de 25 e 6,25% para E. coli e S. aureus, respectivamente com o extrato polar e de 25% para S. aureus com o extrato apolar. E. coli mostrou-se resistente a ação dos componentes do extrato apolar.

 

 

ANTIMICROBIAL ACTIVITY OF THE EXTRACTS OF Baccharis dracunculifolia D. C. (ASTERACEAE)

ABSTRACT

This study aimed to evaluate the antimicrobial activity of hydroalcoholic extracts obtained of Baccharis dracunculifolia. The evaluation was made using the method of diffusion in MH (Muller-Hinton) Agar described by Vanderpitte et al (1994). To obtain the extracts, 30g of dry material were grinded in 100mL of 70% ethanol, and then concentrated in an exhaustion chapel at room temperature. Two fractions were obtained, one apolar and one polar. These fractions were diluted in water and DMSO, resulting in concentrations from 100% to 3,12%. Discs of filter paper were saturated with these concentrations and distributed in Petri plates containing inoculates of Escherichia coli and Staphylococcus aureus. The Minimum Inhibitory Concentration (MIC) for both extracts and both bacteria were determined. The results showed that both extracts were capable of inhibiting the microbial growth of tested bacteria.  MIC of 25 and 6.25% against E. coli and S. aureus, respectively, were observed for the polar extract, and 25% against S. aureus for the apolar extract. E. coli was resistant to the action of the components of the apolar extract.

 

 


Palavras-chave


Baccharis dracunculifolia, Asteraceae, atividade antimicrobiana, metabólitos ativos.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.