PARASITOSES INTESTINAIS: O PROCESSO DE ATENDIMENTO DAS EQUIPES DE ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA, CAMPO MOURÃO-PARANÁ

Elenita de Cacia Menoci Mortean

Resumo


O novo pensar e agir em saúde implica em novos modelos de atenção em saúde, o que implica readequação do modo de intervir dos profissionais da área. Nessa perspectiva, este trabalho objetivou avaliar o atendimento das equipes Estratégia de Saúde da Família (ESF) de Campo Mourão - Paraná nos anos de 2007 e 2008 sobre as parasitoses intestinais. Os dados foram coletados por instrumento específico e analisado pelo programa Epi-Info versão 3.2.. Este revelou que a maioria dos profissionais associa as parasitoses intestinais à presença de um parasito, sem considerar aspectos relacionais ao ambiente e a própria atuação da equipe. Percebeu-se também um atendimento centrado no modelo biomédico de saúde, que favorece o individuo e a cura em detrimento da prevenção. Em relação ao processo de trabalho, há pouca utilização de protocolos e ênfase em atividades individuais fragmentadas por categorias profissionais. Notou-se ainda fragilidade no planejamento das ações a partir de fatores de risco, da participação popular e de ações preventivas voltadas para mudanças na qualidade de vida. Deste modo, se faz necessário um repensar dos profissionais que atuam na atenção básica, principalmente no que diz respeito ao atendimento às parasitoses intestinais, uma vez que estas equipes têm repetido o modelo biomédico hegemônico.

 

INTESTINAL PARASITOSIS: THE TREATING PROCESS BY THE FAMILY HEALTH STRATEGY TEAM IN CAMPO MOURÃO – PARANA.

ABSTRACT

In 2007 and 2008 the treating process of the intestinal parasitosis by the family health strategy (FHS) team in Campo Mourão, Paraná was evaluated. Data were collected by a specific instrument and analyzed by the program Epi-Info version 3.2. This revealed that most professionals associate intestinal parasitosis with the presence of a parasite, without considering the relational aspects to the environment and the actual performance of the team. It was also noticed a treatment focused on the biomedical model of health, which favors the individual and the cure over the prevention. In relation to the work process, there is little use of protocols and an emphasis on individual activities fragmented by occupational categories. It was also noticed some weakness in the planning of actions from risk factors, people's participation and preventive actions focused on changes in quality of life. So it is necessary to the professionals that work in basic care to rethink, especially with regard to the treatment of intestinal parasitosis, since these teams have repeated the hegemonic biomedical model.

 


Palavras-chave


parasitoses intestinais; Estratégia de Saúde da Família; assistência à saúde.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.