EFEITOS DA SELENOMETIONINA E VITAMINA C SOBRE O SÊMEN.align="justify">

Cristiane Arieta Alvarez, Gentil Vanini de Moraes

Resumo


Os espermatozóides são susceptíveis a danos peroxidativos por causa da alta concentração de ácidos graxos poliinsaturados nas membranas citoplasmáticas. Estudos têm revelado que os espermatozóides e leucócitos seminais têm capacidade de gerar altos níveis de espécies reativas ao oxigênio (EROs) que podem reduzir a viabilidade e fertilidade dos espermatozóides. Entretanto, pequenas quantidades de EROs são necessárias para a iniciação das funções dos espermatozóides, bem como, capacitação e indução da reação acrossômica, assim, um balanço entre a produção de EROs e proteção antioxidante é necessário para assegurar a função espermática. A proteção antioxidante do sêmen é fornecida por enzimas tais como a superóxido dismutase, glutationa peroxidase (GPx), a catalase , vitamina C, vitamina E e, outras substâncias (albumina, glutationa, taurina, hipotaurina) contidas dentro da célula espermática ou no plasma seminal. Sendo assim, esta revisão tem como objetivo caracterizar como as espécies reativas ao oxigênio causam danos irreparáveis às membranas dos espermatozóides e a importância da proteção antioxidante do sêmen que pode ser promovida pela simples adição de minerais como o selênio e vitaminas como o ácido ascórbico.

 

 

EFFECTS OF SELENOMETHIONINE AND VITAMIN C ON SEMEN.
Abstract
Spermatozoa are susceptible to peroxidative damages due to the high concentration of polyunsaturated fatty acids in its cytoplasmic membranes. Studies have shown that the spermatozoa and seminal leukocytes are capable to generate high levels of reactive oxygen species (ROSs) that may reduce the viability and fertility of spermatozoa. However, small quantities of ROSs are necessary to initiation of the function of spermatozoa, as well as, capacitation and induction of the acrosomic reaction. Thus an equilibrium between the production of ROSs and antioxidative protection is necessary to assure the spermatic function. The antioxidative protection of the semen is supplied by enzymes such as superoxide dismutase, glutathione peroxidase (GPx), catalase, vitamin C, vitamin E and other substances (albumine, glutathione, taurine, hypotaurine) found inside of spermatic cells or in seminal plasma. Thus, the objective of this revision is characterize how reactive oxygen species cause irreparable damages to spermatozoa membranes and the importance of the antioxidative protection of the semen that can be promoted by the addition of simple minerals like selenium and vitamins (e.g. ascorbic acid).

Palavras-chave


vitamina C, selênio, espermatozóides

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.