ATIVIDADE ANTIFÚNGICA PRELIMINAR DOS EXTRATOS DE PUNICA GRANATUM (LINNAEUS) E PSIDIUM GUAJAVA (LINNAEUS) SOBRE CANDIDA ALBICANS

Ceslaine Santos Barbosa, Érica Ferreira Alves, JORGE LUIZ FORTUNA, Wagner Gonçalves Macena

Resumo


 

O presente estudo buscou avaliar a atividade antifúngica dos extratos de goiabeira vermelha (Psidium guajava Linnaeus) e romanzeiro (Punica granatum Linnaeus) contra Candida albicans, em diferentes concentrações e em diferentes solventes. Os testes foram realizados a partir de extratos vegetais secos. Ação antifúngica foi avaliada pela técnica de difusão do extrato em discos branco de papel em Ágar Sabouraud Dextrose. Os extratos das plantas P. guajava e P. granatum apresentaram atividade inibitória contra C. albicans, a partir dos dois solventes, entretanto, o extrato do romanzeiro, utilizando álcool a 70% como solvente, demonstrou maior atividade, se comparado aos demais, promovendo inibição até a concentração de 25% (0,25), diferente dos outros, que apresentaram inibição significativa apenas nas concentrações de 100% (1,0). Diante da dificuldade de tratamento de infecções fúngicas e a resistência que seu agente etiológico adquire aos antifúngicos sintéticos o estudo incentiva a produção de medicamentos alternativos para um tratamento mais eficaz. Porém, fazem-se necessários estudos para avaliar a toxicidade e a ação antifúngica, para garantir a qualidade do fitoterápico.

 

ANTIFUNGAL ACTIVITY OF PUNICA GRANATUM (LINNAEUS) AND PSIDIUM GUAJAVA (LINNAEUS) EXTRACTS IN CANDIDA ALBICANS

 

ABSTRACT

This study aimed to evaluate the antifungal activity of the extracts of red guava tree (Punica granatum Linnaeus) and pomegranate tree (Psidium guajava Linnaeus) against Candida albicans at different concentrations in different solvents. Tests were made from dried plant extracts. Antifungal activity was evaluated by extract diffusion technique on blank paper disks in Sabouraud Dextrose Agar. The extracts of P. guajava and P. granatum showed inhibitory activity against C. albicans, from the two solvents, however, the pomegranate tree's extract, using 70% alcohol as solvent, showed higher activity compared to the others, promoting inhibition at the concentration of 25% (0.25), different from the other, which only showed significant inhibition at concentrations of 100% (1.0). Due to the difficulty of treating fungal infections and the resistance that its etiologic agent acquires to synthetic antifungal, the study encourages the production of alternative drugs for more effective treatment. Nevertheless, studies are needed to evaluate the toxicity and antifungal action to ensure the quality of herbal medicine.


Palavras-chave


Fitoterápico; Plantas Medicinais; Antifúngicos.

Texto completo:

PDF

Referências


FOGLIO, M. A. et al. Plantas medicinais como fonte de recursos terapêuticos: um modelo multidisciplinar. MultiCiência. v. 7, n. p, 2006. Disponível em: . Acesso em: 22 fev. 2015.

BRASIL. Ministério da Saúde (MS). Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica. Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. Brasília: 2006.

SILVA, M. S. et al. Plantas medicinais usadas nos distúrbios do trato gastrointestinal no povoado Colônia Treze, Lagarto, SE, Brasil. Acta Botanica Brasilica. v. 20, n. 4, p. 815-829, 2006.

SILVA, N. C. C. Estudo comparativo da ação antimicrobiana de extratos e óleos essenciais de plantas medicinais e sinergismo com drogas antimicrobianas. 2010. Dissertação (Mestrado). Instituto de Biociências. Botucatu-SP. Universidade Estadual Paulista (UNESP).

ESTRADA, K. R. F. S.; STANGARLIN, J. R.; CRUZ, M. E. S. Usos de extratos vegetais no controle de fungo fitopatogênicos. Revista Floresta. v. 30, n. 12, p. 129-137, 2000.

ANIBAL, P. C. Estudo da composição química e ação inibitória dos extratos obtidos de Punica granatum L. (Romã) sobre Candida ssp. 2010. Tese (Doutorado). Faculdade de Odontologia de Piracicaba. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

PEREIRA, T. S.; ANDRADE, A. C.S. Germinação de Psidium guajava L. e Passiflora edulis Sims - Efeito da temperatura, substrato e morfologia do desenvolvimento pós-seminal. Revista Brasileira de Sementes. v. 16, n. 1, p. 58-62, 1994.

ZIETEMANN, C.; ROBERTO, S. R. Produção de mudas de goiabeira (Psidium guajava L.) em diferentes substratos. Revista Brasileira de Fruticultura. v. 29, n. 1, p. 31-36, 2007.

MARTINS NETO, M.; DANESI, C. C.; UNFER, D. T. Candidíase Bucal. Revisão da Literatura. Revista Saúde. v. 31, n. 1-2, p. 16-26, 2005.

COSTA, I. C.; FELIPE, I.; GAZIRI, L. C. J. Resposta imune a Candida albicans. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde. v. 29, n. 1, p. 27-40, 2008.

BARBEDO, L. S.; SGARBI, D. B. G. Candidíase. Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis. v. 22, n. 1, p. 22-38, 2010.

KUMAR, V.; ABBAS, A. K.; FAUSTO, N. Robbins & Cotran: Patologia. Bases Patológicas das Doenças. 7. ed. Rio de Janeiro: Elsevier. 2005.

AGUIAR, M. M. G. B. Desenvolvimento de novos comprimidos bucais de nistatina para o tratamento de candidíase oral. 2007. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Farmácia. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

MURRAY, P. R.; ROSENTHAL, K. S.; PFALLER, M. A. Microbiologia Médica. Rio de Janeiro: Elsevier. 2009.

ANDRADE, M. A.; CARDOSO, M. G.; BATISTA, L. R.; MALLET, A. C. T.; MACHADO, S. M. F. Óleos essenciais de Cymbopogon nardus, Cinnamomum zeylanicum e Zingiber officinale: composição, atividades antioxidante e antibacteriana. Revista Ciência Agronômica. v. 43, n. 2, p. 399-408, 2012.

GIL, A. C. Como Elaborar Projeto de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

SIMÕES, C. M. O. et al (Orgs.). Farmacognosia. Da Planta ao Medicamento. 6. ed. Porto Alegre: UFRGS. Florianópolis: UFSC. 2010.

BUSSMANN, R. W. et al. Minimum inhibitory concentrations of medicinal plants used in Nothern Peru as antibacterial remedies. Journal of Ethnopharmacology. v. 132, p. 101-108, 2010.

BAUER, A. W. et al. Antibiotic susceptibility testing by standardized single disk method. American Journal of Clinical Pathology. v. 45, n. 4, p. 493-496, 1966.

AYRES, M. et al. BioEstat 5.3 – Aplicações Estatísticas nas Áreas das Ciências Biomédicas. Belém: Instituto Mamirauá. 2007.

ALVES, P. M. et al. Atividade antifúngica do extrato de Psidium guajava Linn. (goiabeira) sobre leveduras do gênero Candida da cavidade oral: uma avaliação in vitro. Revista Brasileira de Farmacognósia. v. 16, n. 2, p.192-196, 2006.

CARVALHO, A. A. T. et al. Atividade antimicrobiana in vitro de extratos hidroalcoólicos de Psidium guajava L. sobre bactérias Gram-negativas. Acta Farmacéutica Bonaerense. v. 21, n. 4, p. 255-228, 2002.

FONSECA, J. F.; BOTELHO, A. C. F. Atividade antifúngica do extrato de folhas de Psidium guajava sobre leveduras do gênero Candida. Revista da Faculdade de Odontologia. v. 51, n. 1, p. 24-26, 2010.

MICHELIN, D. C. et al. Avaliação da atividade antimicrobiana de extratos vegetais. Revista Brasileira de Farmacognósia. v. 15, n. 4, p. 316-320, 2005.

NAVARRO, V. et al. Antimicrobial evaluation of some plants used in Mexican traditional medicine for the treatment of infectious diseases. Journal of Ethnopharmacology. v. 53, n. 3, p. 143-147, 1996.

AHMAD, I.; BEG, A. Z. Antimicrobial and phytochemical studies on 45 Indian medicinal plants against multi-drug resistant human pathogens. Journal of Ethnopharmacology. v. 74, n. 2, p. 113-123, 2001.

FRIAS, D. F. R.; KOZUSNY-ANDREANI, D. I. Utilização de extratos de plantas medicinais e óleo de Eucaliptus no controle in vitro de Microsporum canis. Revista Cubana de Plantas Medicinales. v. 15, n. 3, p. 119-125, 2010.




   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.