MARCADORES MOLECULARES E BIOQUÍMICOS PARA A SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS

Luciana Conci Macedo, MICHELLE DAIANE ANTUNES

Resumo


Tendo em vista que a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) é multifatorial e fatores genéticos e bioquímicos podem estar envolvidos, o presente estudo teve por objetivo realizar um levantamento bibliográfico dos principais marcadores moleculares e bioquímicos e os possíveis mecanismos envolvidos no desenvolvimento da SOP. A Síndrome dos ovários policísticos (SOP) é reconhecida como um distúrbio endócrino comum entre4 a12% das mulheres em período reprodutivo, apontada como a principal causa de infertilidade feminina. Além dos sintomas como amenorréia (distúrbio menstrual) e produção excessiva de androgênios, a síndrome tem associação com obesidade, diabetes mellitus tipo II, dislipidemia, resistência à insulina e doenças cardiovasculares. Existem hipóteses de que a SOP seja uma doença ovariana de caráter genético. Diversas vias bioquímicas têm sido envolvidas na patogênese da SOP, incluindo as que participam na biossíntese e metabolismo de hormônios esteróides, obesidade e regulação de energia, hormônios de ação gonadal, relacionados à liberação e ação da insulina, e outros. Por possuir muitas variantes que ajudam para a etiologia da doença, a SOP, tem uma heterogeneidade genética e/ou heterogeneidade alélica.

ABSTRACT

The Polycystic ovary syndrome (PCOS) is recognized as a common endocrine disorder among 4-12% of women in reproductive period and it is considered the main cause of female infertility. In addition to symptoms such as amenorrhea (menstrual disorder) and overproduction of androgens, the syndrome is associated with obesity, type II diabetes mellitus, dyslipidemia, insulin resistance and cardiovascular diseases. There are hypotheses that PCOS is a ovarian disease with genetic character. Several biochemical pathways have been involved in the pathogenesis of PCOS, including those involved in the biosynthesis and metabolism of steroid hormones, obesity and energy regulation, gonadal hormone action, related to the release and action of insulin, and others. By owning many variants that help to the etiology of the disease, PCOS has a genetic heterogeneity and/or allelic heterogeneity. Given that PCOS is multifactorial and genetic and biochemical factors may be involved, the aim of this study was to conduct a literature review about the major molecular and biochemical markers and the possible mechanisms involved in the development of PCOS.


Palavras-chave


SOP; insulino-resistência (IR); marcadores moleculares; marcadores bioquímicos; hiperandrogenismo.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.