AVALIAÇÃO DA CITOTOXICIDADE, MUTAGENICIDADE E ANTIMUTAGENICIDADE DO EXTRATO ETANÓLICO DE Gochnatia polymorpha

Rodrigo Juliano Oliveira, Marcela Garcia Carrijo, Thainá Domingues Nogueira, João Renato Pesarini, Natan De David, Mariana de Oliveira Mauro, Maria Élida Alves Stefanello, Candida Aparecida Leite Kassuya, Andréia Conceição Milan Brochado Antoniolli

Resumo


No Brasil muitas plantas são utilizadas na Medicina popular para o tratamento de doenças, dentre elas encontra-se Gochnatia polymorpha. O presente estudo teve por objetivo descrever os efeitos do extrato etanólico da Gochnatia polymorpha (EEGP) sobre o DNA da cebola e em células de melanoma murino B16F10 por meio das técnicas do ensaio do MTT e Allium cepa. Os resultados quantitativos indicaram que o EEGP é citotóxico para células de melanoma murino nas concentrações entre 1000 e 31,25µg/mL. O EEGP não possui atividade mutagênica no ensaio de Allium cepa quando testado na concentração de 15x10-6µg/mL, e esse mesmo extrato ainda apresentou porcentagem de redução de danos no DNA de 43,90% quando associado ao metilmetanosulfonato. O EEGP apresentou atividade antiproliferativa e citotóxica, o que indica atividade quimioterápica em B16F10. Também apresentou atividade antimutagênica o que indica capacidade de prevenir lesões no DNA que podem se correlacionar ao desenvolvimento de tumores.

ABSTRACT

In Brazil, several plants are used in folk medicine to treat diseases, among them, is the Gochnatia polymorpha. This study aimed to evaluate the effect of an ethanolic extract of Gochnatia polymorpha (EEGP) on chromosomal aberrations induced by methyl methanesulfonate (MMS) in cultured meristematic cells of Allium cepa and also in murine melanoma cells (B16F10) by MTT assay and Allium cepa. Quantitative results indicated that the EEGP is cytotoxic to B16F10 cells at concentrations from 1000 to 31.25 ?g/mL. Data of Allium cepa assay showed that EEGP did not have mutagenic activity at the concentration of 15x10-6?g/mL, however, it was verified a reduction of 43.90% in damage when EEGP was associated with MMS. EEGP have antiproliferative and cytotoxic activity, indicating chemotherapeutic activity in B16F10 cells. Antimutagenic activity was also noted, which indicates ability to prevent DNA damage.



Palavras-chave


plantas medicinais; Gochnatia polymorpha; aberração cromossômica; viabilidade celular; Allium cepa.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.