ATIVIDADE ANTICOAGULANTE DO EXTRATO AQUOSO, HIDROETANÓLICO E ÓLEO ESSENCIAL DAS FOLHAS DE Tropaeolum majus

Ana Paula Ostrowski, Sérgio Alexandre Valentini, Mariana Felgueira Pavanelli

Resumo


Com o passar dos anos, a experiência com anticoagulantes já existentes despertou a necessidade por novas drogas. O objetivo deste estudo foi investigar a atividade anticoagulante de Tropaeolum majus L. (Capuchinha) in vivo e in vitro. Para os testes in vivo, administrou-se o extrato hidroalcoólico (300 mg/kg) e o extrato aquoso (500 mg/kg) desta planta em ratos Wistar machos. Após 28 dias de tratamento, fora realizada avaliação do Tempo de Ativação da Protrombina, Tempo de Ativação Parcial da Tromboplastina (TTPA) e Tempo de Sangramento (TS). Foi possível observar, nos testes in vivo, um prolongamento (90%) do TTPA e TS no grupo administrado com extrato hidroalcoólico. Nos testes in vitro, foi realizado um ensaio com amostra de plasma humano adicionando-se diferentes proporções (1:1 e 1:5) de extrato hidroalcoólico e óleo essencial da planta. Então, realizaram-se os testes de TAP e TTPA, onde foi observada alteração no TAP somente nos grupos tratados com a proporção 1:1. A atividade anticoagulante pode estar relacionada com os compostos flavonóides presentes nesta planta. Estudos mais aprofundados acerca da atividade anticoagulante desta planta, utilizando tanto o óleo essencial, bem como o extrato hidroalcoólico e aquoso, devem ser realizados, principalmente in vivo, já que dessa forma é possível uma melhor avaliação dos efeitos secundários do vegetal no metabolismo animal.  

ANTICOAGULANT ACTIVITY OF AQUEOUS AND HYDROETHANOLIC EXTRACT AND ESSENTIAL OIL OF LEAVES OF Tropaeolum majus

ABSTRACT

Over the years, experience with existing anticoagulants sparked the need for new drugs. The objective of this study was to investigate the anticoagulant activity of Tropaeolum majus L. (Capuchin) in vivo and in vitro. For in vivo tests, alcoholic extract (300 mg/kg) and aqueous extract (500 mg/kg) of Capuchin were administered to male Wistar rats. After 28 days of treatment, was carried out an evaluation of Prothrombin Time, Bleeding Time and Activated Partial Thromboplastin Time (APTT). In in vivo tests, was observed an extension (90%) of Bleeding Time and APTT in group treated with alcoholic extract. In in vitro tests, trials were carried out with human plasma sample by adding different ratios (1:1 and 1:5) of hydroalcoholic extract and essential oil of the plant. Then, Prothrombin Time and APTT tests were carried out. Change was observed in Prothrombin Time only in groups treated with 1:1 ratio. The anticoagulant activity may be related to flavonoid compounds present in this plant. Further studies about the anticoagulant activity of Capuchin using essential oil, aqueous extract and alcoholic extract should be performed, especially in vivo, because in this way it is possible to better assess the side effects of this plant in animal metabolism. 

 


Palavras-chave


atividade anticoagulante; Tropaeolum majus; coagulação; ratos Wistar.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.