ESTUDO FITOQUÍMICO E AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTI-INFLAMATÓRIA E ANTINOCICEPTIVA DE Baccharis dracunculifolia DC E Bryophyllum pinnatum Kurtz

Jean Colacite

Resumo


Este trabalho objetivou realizar um estudo fitoquímico e investigar a atividade analgésica e anti-inflamatória das plantas Baccharis dracunculifolia DC e Bryophyllum pinnatum Kurtz, conhecidas como Vassourinha e Folha da Fortuna respectivamente. Uma metodologia qualitativa e específica foi utilizada para a detecção de cada grupo químico. O efeito anti-inflamatório foi avaliado pelo teste de pleurisia induzido por carragenina, conforme Vinegar et al., (1973). Para avaliar a analgesia determinou-se o número de contorções abdominais induzido por ácido acético a 1%, segundo Koster et al., (1959). No estudo fitoquímico identificou-se a presença de taninos flavonoides e esteroides. Na pleurisia foi verificado que na dose de 500 mg/kg, ambas as plantas promoveram uma redução significativa do volume do exsudato inflamatório pleural comparada com o controle. No entanto, nenhum grupo estudado inibiu a migração leucocitária.  O grupo tratado com indometacina apenas reduziu o volume de exsudato. As plantas e a indometacina mostraram uma diminuição significativa do número total de contorções em relação ao controle. Desta forma, os resultados indicam que as plantas Baccharis dracunculifolia DC e Bryophyllum pinnatum podem ser uma fonte de novos compostos químicos com atividades anti-inflamatória e analgésica.

ABSTRACT

This study aimed to perform phytochemical study and investigate the analgesic and anti-inflammatory activity of the plants Baccharis dracunculifolia DC (BD) and Bryophyllum pinnatum (BP), known as Vassourinha and Folha da Fortuna, respectively. A qualitative and specifically methodology were used for the detection of each chemical group. The anti-inflammatory effect was evaluated by the test of pleurisy induced by carrageenan, according to the Vinegar et al. (1973). To evaluate the analgesia it was determined the number of writhing induced by acetic acid at 1%, according to Koster et al. (1959). In the phytochemical study it was identified the presence of tannins, flavonoids and steroids. In pleurisy was verified at a dose of 500 mg/kg, both plants promoted a significant reduction of the volume of pleural inflammatory exudate compared with the control. However, none of the studied group inhibited the leukocyte migration.  The group treated with indomethacin only reduced the volume of exudate. The plants and indomethacin showed a significant decrease of the total number of contortions in relation to the control. Thus, the results indicate that Baccharis dracunculifolia and Bryophyllum pinnatum DC can be a source of new chemical compounds with anti-inflammatory and analgesic activities.


Palavras-chave


Baccharis dracunculifolia DC; Bryophyllum pinnatum Kurtz, anti-inflamatório; analgésico; estudo fitoquímico.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.