ISOLAMENTO E ATIVIDADE ANTAGONÍSTICA DE FUNGOS ENDOFÍTICOS DE SOJA (Glycine max (L.) Merrill)

Juliana Bernardi Wenzel

Resumo


Microrganismos endofíticos são capazes de viver no interior de uma planta sem causar danos à mesma, podendo favorecer seu hospedeiro. A soja é uma das culturas mais difundidas no mundo, e também muito acometida por fungos que promovem perdas grandes nas lavouras de soja, existindo poucas cultivares resistentes a diferentes patógenos.  Este trabalho teve como objetivos: a) isolar fungos endofíticos de folhas de soja, b) determinar as frequências de colonização dos endófitos, c) avaliar o potencial desses fungos no controle dos fitopatógenos Alternaria solani, Rhizoctonia solani, Phomopsis sp., Fusarium solani f. sp. glycines e d) identificar os gêneros isolados. Para o isolamento dos endófitos, folhas de plantas de soja foram desinfetadas e fragmentos inseridos sobre meio BDA. Após incubação de sete dias a 26ºC a frequência de isolamento foi verificada pela quantidade de fragmentos que apresentaram crescimento fúngico. Os isolados foram purificados e testados em cultura pareada contra os fitopatógenos. Foi possível isolar 31 fungos endofíticos de soja. A frequência de isolamento foi de 100%.  Dos isolados, 16 puderam ser classificados em nível de gênero em Aspergillus sp., Phomopsis sp., Bipolaris sp., Nectria sp., Nigrospora sp., Fusarium sp., Penicillium sp., Phoma sp., Alternaria sp. e Botryotrichum sp..  Quanto às interações entre os endófitos e os fitopatógenos, foi observado contato micelial, bem como produção de metabólitos secundários no meio, além de sobreposição, demonstrando os mecanismos que atuam na planta hospedeira. O índice de antagonismo variou de 9,33 a 78%, sendo que o isolado C31, pertencente ao gênero Fusarium, apresentou o maior índice, inibindo consideravelmente o crescimento de todos os patógenos testados. Conclui-se que fungos endofíticos isolados de soja possuem potencial antagônico, podendo ser promissores para o uso no biocontrole de diferentes patógenos de soja. 

ISOLATION AND ANTAGONISTIC ACTIVITY OF ENDOPHYTIC FUNGI  OF SOYBEAN (Glycine max (L.) Merrill)

ABSTRACT

Endophytic microorganisms are able to live within a plant without causing harm to it and may even favor its host. Soy is one of the most widespread crops in the world, and also very affected by fungi that promote large losses in soybean crops, with few cultivars resistant to different pathogens. The purposes of this study were a) to isolate endophytic fungi from leaves of soybean; b) to determine the frequencies of colonization of endophytes; c) to evaluate the potential of these fungi in the control of the phytopathogens Alternaria solani, Rhizoctonia solani, Phomopsis sp., Fusarium solani f. sp. Glycines; d) to identify the isolated genera. It was possible to isolate 31 endophytic fungi from soybean. The frequency of isolation was 100%. From the isolates, 16 could be classified according to genus into Aspergillus sp., Phomopsis sp., Bipolaris sp., Nectria sp,. Nigrospora sp., Fusarium sp., Penicillium sp., Phoma sp., Alternaria sp. and Botryotrichum sp.. Regarding the interactions between endophytes and phytopathogens, mycelial contact was observed, as well as production of secondary metabolites in the middle, and also overlap, demonstrating the mechanisms which act on the host plant. The index of antagonism ranged from 9.33 to 78%, and isolate C31 (genus Fusarium) had the highest index, inhibiting significantly the growth of all tested pathogens, which may be the most promising to be used in biocontrol of different pathogen of soybean. 


Palavras-chave


antagonismo; cultura pareada; biocontrole.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.