FIBROMIALGIA E ESTRESSE: INFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO

Gustavo Puggina Rogatto, Fábio Edson Cremasco Leite, Priscila Carneiro Valim-Rogatto

Resumo


A fibromialgia é uma condição reumatológica caracterizada por dor espontânea e difusa nos tecidos moles, distúrbios de sono, fadiga e áreas sensíveis distribuídas extensivamente pelo corpo conhecidas como tender points. A fibromialgia pode surpreender pacientes e médicos devido à falta de anormalidades associadas em exames diagnósticos disponíveis atualmente. Embora o tratamento para fibromialgia possa ajudar a aliviar os sintomas das condições co-relacionadas, tratamento específico (medicamentos antidepressivos e antiinflamatórios, acupuntura, terapias comportamentais, exercício físico) pode ser indicado para estas comorbidades. Devido ao fato dos sintomas da fibromialgia ocorrerem em alguns episódios, o tratamento (como em outra doença crônica) é um processo contínuo para a administração de crises de episódios isolados. As crises freqüentemente exacerbam quadros de estresse do paciente. Além disso, o estresse pode também desencadear crises de fibromialgia. Exercícios aeróbios e treinamento de força têm sido associados à piora significativa do nível de dor, da contagem de tender points e dos distúrbios de sono em pessoas com fibromialgia. Assim, infelizmente, a manutenção de regimes de exercício tende a ser fraca em fibromiálgicos. O presente estudo discute os efeitos do exercício físico sobre pacientes diagnosticados com fibromialgia, considerando aspectos envolvendo o estresse e a qualidade de vida.

ABSTRACT

Fibromyalgia is a rheumatologic condition characterized by spontaneous, widespread soft tissue pain, sleep disturbance, fatigue and extensively distributed areas of tenderness known as tender points. It can be perplexing to patients and physicians because of the lack of associated abnormalities on readily available diagnostic tests. Although treatment for fibromyalgia may help to alleviate the symptoms of co-related conditions, specific treatment (antidepressant or anti-inflammatory agents, acupuncture, behavioral therapies, physical exercise) for these comorbidities may be indicated. Because the symptoms of fibromyalgia occur in some episodes, treatment (as with that of other chronic diseases) is an ongoing process rather than management of a single occasion. Flare-ups often exacerbate the patient's underlying stress. Furthermore, stress can also precipitate flare-ups of fibromyalgia. Aerobic and strength-training exercises have been associated with significant improvements in pain, tender point counts and disturbed sleep in patients with fibromyalgia. Thus, unfortunately, maintenance of exercise regimens tends to be poor in patients with fibromyalgia. The present study discusses the effects of physical exercise on patients diagnosed with fibromyalgia, considering aspects involving stress and quality of life.


Palavras-chave


dor; fibromialgia; estresse; exercício físico.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.