AVALIAÇÃO DO POTENCIAL FARMACOTÉCNICO E ANTIMICROBIANO DE DIFERENTES EXTRATOS DA AROEIRA PIMENTEIRA (Schinus terebenthifolius Raddi)

Sérgio Alexandre Valentini, Bárbara Caroline Tomé Machado

Resumo


A Aroeira pimenteira é uma planta nativa da América do Sul que se distribui por toda região brasileira. A população a utiliza como tratamento alternativo para cicatrização de feridas, diarreia e infecções respiratórias, sendo que muitas das suas propriedades ainda não são confirmadas. Este estudo teve como objetivo avaliar as propriedades farmacológicas e farmacotécnicas da planta  Schinus terebenthifolius Raddi. A planta foi coletada nas porções da folha e dos frutos, após foi produzido um extrato etanólico e realizou-se a extração do óleo essencial. As folhas foram expostas a testes fitoquímicos. Realizou-se cromatografia em camada delgada do extrato etanólico e óleo essencial do fruto para detecção de seus princípios ativos. Cada amostra foi submetida a teste de MIC pela técnica de microdiluiçãoem placa. As substâncias foram avaliadas quanto ao comprimento de onda de 340, 440 e 540 nm, e a espalhabilidade do óleo essencial foi determina pelo teste de resistência a movimento forçado. O extrato e o óleo demonstraram níveis de comprimento de onda dentro da faixa UVA E UVB. A espalhabilidade do óleo essencial foi superior ao padrão vaselina, as amostras apresentaram resultados importantes no MIC indicando uma potencial atividade antimicrobiana. 

EVALUATION OF ANTIMICROBIAL AND PHARMACOTECHNICAL POTENTIAL OF DIFFERENT EXTRACTS OF AROEIRA PEPPER (Schinus terebenthifolius Raddi)

ABSTRACT

Aroeira black pepper is a native plant of South America that is distributed all over Brazilian region. It is used by the population as an alternative treatment for wound healing, diarrhea and respiratory infections, but many of its properties are not yet confirmed. This study aimed to evaluate the pharmacological and pharmacotechnical properties of Schinus terebenthifolius Raddi plant. The plant was collected in parts of leaves and fruits. After the production of an ethanol extract, the essential oil was obtained. The leaves were exposed to phytochemical tests. The ethanol extract and the essential oil of the fruit were analyzed by thin layer chromatography to the detection of their active principles. Each sample was subjected to the MIC test by plate microdilution. The substances were evaluated at 340, 440 and 540 nm wavelength, and the spreadability of the essential oil was determined by testing resistance to forced movement. The extract and the oil demonstrated a wavelength within UVA and UVB range. The spreadability of the essential oil was superior to Vaseline standard, the samples showed significant results in MIC, that indicate an efficient antimicrobial activity. 


Palavras-chave


extratos; óleo essencial; antimicrobiano; Schinus terebenthifolius Raddi.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.