CARACTERIZAÇÃO IMUNOLÓGICA DA PROTEÍNA RECOMBINANTE GLICERALDEÍDO-3-FOSFATO DESIDROGENASE DO PATÓGENO HUMANO Paracoccidioides brasiliensis

Rodrigo da Silva Santos, Nathalie Martelli de Paula, Mônica Santiago Barbosa, Célia Maria de Almeida Soares

Resumo


 

O Paracoccidioides brasiliensis é o agente etiológico da paracoccidioidomicose (PCM), uma das micoses sistêmicas mais importantes da América Latina. Os propágulos da fase miceliana do fungo, quando inalados, diferenciam-se na forma de leveduras estabelecendo a infecção nos pulmões humanos. O estabelecimento da doença depende, dentre vários aspectos, da habilidade do fungo em modular a resposta do sistema imune. A proteína gliceraldeído-3-fosfato desidrogenase (GAPDH) foi caracterizada em laboratório, como uma proteína antigênica de P. brasiliensis. Em estudos prévios o cDNA codificante para a GAPDH de P. brasiliensis, foi subclonado no vetor de expressão TOPO pET100, para obter-se a proteína recombinante de fusão. A proteína foi super-expressa em Escherichia coli para produzir altos níveis da proteína recombinante, que foi purificada por cromatografia de afinidade. Por essa razão, este trabalho objetivou utilizar a proteína recombinante em estudos de reatividade imunológica com soros de pacientes portadores de PCM. Para tanto, utilizou-se de uma pesquisa de abordagem molecular, sendo que um total de 70 amostras de soros de pacientes foi analisado, através de Western blotting, quanto à reatividade com a proteína recombinante purificada GAPDH (rGAPDH). Os ensaios de Immunoblotting indicaram que a rGAPDH foi capaz de reagir com anticorpos presentes em soros de pacientes portadores de PCM, mas não com soros de pacientes controle. A rGAPDH poderá ser adicionada ao pequeno arsenal de moléculas imunoreativas de P. brasiliensis, sendo testada para incorporação em ensaios para sorodiagnóstico da doença.

 

ABSTRACT

Paracoccidioides brasiliensis is the etiologic agent of paracoccidioidomycosis (PCM), a main medical problem in Latin America. When inhaled, the fungus mycelia propagules differentiate into yeast phase, establishing the infection in human lungs. The disease establishment depends, among several aspects, on the ability of fungus to modulate the host immune system. The Glyceraldehyde-3-phosphate dehydrogenase (GAPDH) protein has been characterized in laboratory as an immunogenic protein of P. brasiliensis. In previous studies the cDNA, that encodes the P. brasiliensis GAPDH, was subcloned into the expression vector TOPO pET100 to obtain the recombinant fusion protein. This protein was overexpressed in an Escherichia coli host to produce high levels of recombinant protein that was purified by affinity chromatography. In this study, the recombinant protein was evaluated regarding to its immunological reactivity with sera of PCM patients. Therefore, this research aimed to use the recombinant protein in studies of immune reactivity with sera from patients with PCM. For this purpose, a molecular approach was used in this research. The reactivity with purified recombinant GAPDH (rGAPDH) protein of 70 human sera samples were tested by Western blot analysis. Immunoblots indicated that rGAPDH was able to react with antibodies present in all sera of PCM patients, but not with sera of control patients. Thus, rGAPDH may be added to the small arsenal of immunoreactive molecules of P. brasiliensis and tested to its incorporation to disease serodiagnosis test.

 

 


Palavras-chave


infecções fúngicas; reatividade imunológica; diagnóstico molecular.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.