INSETICIDAS ORGANOFOSFORADOS E INTOXICAÇÃO HUMANA: UMA REVISÃO DA PRODUÇÃO CIENTIFICA SOBRE O TEMA

Jessica Adrielle Teixeira Santos, Maycon Rogério Seleghim, Samuel Botião Nerilo, Lais Silva Fernandez, Magda Lúcia Félix de Oliveira

Resumo


Trata-se de uma revisão bibliográfica, realizada em periódicos disponíveis nas bases de dados eletrônicas Lilacs e Scielo, e teve como objetivo de identificar estudos sobre aspectos clínico-epidemiológicos da intoxicação humana por inseticidas organofosforados (OF) no período de 1990 a 2009. Utilizando como descritor a palavra ‘OF’, combinada, de forma alternada, com ‘intoxicação’, ‘inseticidas’ e ‘agrotóxicos’, foram encontrados 14 artigos: oito artigos descritivos (57,1%), dois ensaios clínicos (14,2%), dois estudos de caso (14,2%), um estudo de coorte (7,1%) e um caso-controle (7,1%).  A maioria dos estudos foi publicada a partir do ano de 2000 (12-85,7%), demonstrando o aumento da produção científica na área, que acompanha a produção científica nacional. Nove estudos (64,2%) tratavam de casos de intoxicação em população de agricultores, evidenciando a reconhecida vulnerabilidade desse grupo populacional. Os demais abordaram a prevalência, gravidade e evolução clínica de tentativas de suicídio utilizando-se inseticidas OF, entre eles dois estudos de caso, e a exposição populacional a pulverização em área urbana de inseticida OF. Observou-se uma pequena quantidade de estudos que priorizam os aspectos clínicos da intoxicação humana, evidenciando uma lacuna que precisa ser preenchida na literatura neste campo de conhecimento, e de fundamental relevância para subsidiar a pratica clínica. 

ORGANOPHOSPHORUS PESTICIDES AND HUMAN POISONING: A SCIENTIFIC REVIEW OF THE THEME

This is a literature review of available journals found in Lilacs and Scielo electronic databases that aimed to identify studies about clinical and epidemiological aspects of human intoxication with organophosphate insecticides from 1990 to 2009.  Keywords were “organophosphorus”, alternately combined with “intoxication”, insecticides” and “pesticides”, resulting in location of 14 papers: eight descriptive studies (57,1%), two clinical trials (14,2%), two case studies (14,2%), one cohort study (7,1%) and one case-control study( 7,1%).  Most studies were published from the 2000 forward (12-85,7%) which shows an increase of scientific production about the theme, keeping up with the national scientific production.  Nine studies (64,2%) dealt with intoxication cases with farmers, highlighting therefore the well established vulnerability of this population group.  The others covered the prevalence, severity and clinical outcome of suicide attempts employing organophosphate insecticides, including two case-studies, and community exposure to spraying of organophosphate insecticides in urban areas.  There was a small amount of studies that prioritize clinical aspects of human poisoning, showing a gap of knowledge in the literature that needs to be filled, what is of fundamental importance to support the clinical practice.



Palavras-chave


pesticida; organofosforados; sintomas clínicos.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.