IS THE USE OF MEDICINAL PLANTS RELATED TO SOCIAL, ECONOMIC AND CULTURAL CONDITIONS OF THE POPULATION FROM PARIGOT DE SOUZA DISTRICT (APUCARANA, PARANÁ, BRAZIL

Miriam Carla Hiá¡rio, Marcio José da Silveira, Roger Paulo Mormul, Roberta Becker Rodrigues, Cristiano Marcelo Viana Cardoso

Resumo


RESUMO

A utilização das plantas medicinais é tão antiga quanto a própria história do ser humano. Em sua associação com a natureza, mesmo quando a medicina não existia como ciência, alguns monges devotaram-se a pesquisa das propriedades curativas das plantas e propagaram seu uso. Porém, um grande problema é que muitas pessoas utilizam a fitoterapia sem o conhecimento da toxicidade ou comprovação da ação de algumas plantas. O objetivo do presente trabalho foi investigar o uso de algumas plantas medicinais pela população do bairro Parigot de Souza da cidade de Apucarana, e verificar se o uso dessas plantas está relacionado a condições sócio-econômicas ou culturais dessa população. Em geral notou-se que questões sócioeconômicas e culturais afetam os usos múltiplos de fitoterápicos. A população do bairro reconhece a necessidade do conhecimento científico a respeito de fitoterápicos, mas devido ao baixo nível de escolaridade torna-se difícil a aquisição desse conhecimento. Assim a escolha das plantas para o cultivo e consumo ocorre via conhecimento familiar, seja para cura ou prevenção de alguma doença.


Abstract
The use of medicinal plants regards to mankind history. In their association with nature, even when medicine did not exist as science, some monks were devoted to research the healing properties of plants and spread their use. But one major problem is that many people use phytotherapy without the knowledge of toxicity or corroboration of action of some plants. The goal of this study was to investigate the use of some medicinal plants by the population of Parigot de Souza district in the city of Apucarana and verify if the use of these plants are related to social-economic or cultural conditions of that population. In general it was noticed that social-economic and cultural aspects affect the multiple uses of phytotherapy. The population of the district recognizes the need for scientific knowledge about phytotherapy, but due to their average instruction level, it becomes difficult to acquire this knowledge. Thus, the choice of plants for cultivation and consumption occurs via family knowledge, either to cure or prevent diseases.

Palavras-chave


Popular medicine; ethnobotany; phytotherapy.

Texto completo:

PDF


   

 

 

 

Licença Creative Commons
SaBios-Revista de Saúde e Biologia está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.